sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

28º Capitulo: Ele quer...

Acordei...incrivelmente bem disposta. O Ezequiel estava a dormir, não o ia acordar...ele tinha direito a descansar mais um pouco. 
Levantei-me da minha cama com cuidado e fui até à cozinha. Já lá estava a minha mãe. 
- Bom dia mãe. 
- Bom dia filha. 
Dei-lhe dois beijinhos e fui abrir o frigorífico ..apetecia-me...morangos. Retirei-os do frigorífico  lavei-os e sentei-me na mesa com a taça. 
- Chegas-te a falar com o Ezequiel? 
- Sim...
- E? 
- Está tudo bem. 
- Está? 
- Sim...havias de ver a maneira como ele falou com a minha barriga...mãe, ele foi um fofinho...foi mesmo surpreendente a maneira como ele reagiu. 
- Ainda bem filha...
- Vais trabalhar hoje? 
- Tem de ser...
- Eu também devo passar pelo salão. 
- Devias descansar. 
- Não...tenho de lá ir. Praticamente desde que a Inês e a Mariana foram para lá que não tenho passado lá muito tempo. Eu fico pelo escritório a orientar as marcações e se elas precisarem de ajuda não é por estar sentada a fazer unhas que me canso. 
- Tudo bem...mas quando vires que estás a ficar cansada, sentas-te ou deitas-te mesmo um bocadinho por lá. 
- Sim mamã! - levantei-me...os morangos já tinham acabado. Coloquei a taça no lava louça e fui de novo até ao meu quarto. O Ezequiel continuava a dormir...mas tinha de o acordar...queria ainda passar algum tempo com ele antes de ir embora. 
Deitei-me de novo a seu lado e comecei a dar-lhe beijos nos lábios. Ele não abria os olhos, mas correspondia aos meus beijos - custa muito abrires os teus lindos olhos para mim? 
- Se dormisses com o estore fechado era mais fácil... - hábito meu...dormir com o estore aberto. Assim nunca corria o risco de adormecer e faz bem acordar logo com o solinho no quarto. 
- Desculpas! 
Ele lá me fez a vontade e abriu os olhos. Beijou-o loucamente. Estava desesperada e os lábios dele estavam a chamar pelos meus...eram as saudades a funcionar. 
- A que horas te vais embora? 
- Tenho de apanhar o avião ao meio-dia.
- Eu tenho de ir ao salão...
- Não devias descansar? 
- Eu fico lá...sentada no escritório...é a mesma coisa. 
- Tu vê lá o que é que te pões a fazer...ao mínimo cansaço sentas-te logo. 
- Pareces a minha mãe a falar...eu só estou grávida.
- Mas já foste parar ao hospital. 
- Mas isso não foi por estar cansada... - sentei-me na cama e olhei de novo para ele - tenho de tomar duche...acompanhas-nos? 
- A tua mãe já saiu? 
- Não...está na cozinha. 
- Então é melhor não...
- Ezequiel...menos! Ela sabe que estou grávida...e não acredita na cegonha que vem de França. 
- Se tu estás assim quem sou eu para contrariar a mulher da minha vida? - ele sentou-se na cama e beijou-me. 
Levantamo-nos os dois e fomos para o duche... escusado será dizer que foi mais um banho de chuveiro...um procedimento que eu faço em pouco mais de 20 minutos hoje tinha demorado o dobro do tempo. 
Saímos do banho, cada um enrolado numa toalha, e saímos para o quarto. Enquanto que o Ezequiel se vestiu num instante...eu, por outro lado, tinha demorado...tinha passado pelo espelho, em lingerie, e paralisei a olhar para a minha barriga.
Não se via nada...continuava na mesma, obviamente. Mas não sei...acho que senti aquilo que todas as mães sentem ao inicio...querem ver a barriga crescer e a ficar sem acreditar no que daqui a uns meses se pode passar. 
O Ezequiel surpreendeu-me e acordou-me do meu transe ao abraçar-me por trás e colocar as suas mãos na minha barriga. 
- Que pasa, mamacita? 
- Nada...mas...não estamos a ser rápidos demais? Ainda à um tempo voltamos a estar juntos e agora...estou grávida. 
- Não queres? 
- Claro que quero não é isso! - agarrei nas mãos dele - mas...não sei...já sabes que as outras pessoas vão ficar sempre a pensar nisso. 
- Ana? O que é que interessa os outros? 
- Nada...
- Então! 
- Tens razão...estou só para aqui a ser parva! - ele virou-me para ele e deu-me um beijo. 
- Diz antes...a ser linda.
- Vou-me vestir, vai comer qualquer coisa - dei-lhe mais um beijo e fui vestir-me. 

Quando estava despachada fui ter com o Ezequiel que estava na sala.
- Tá tão fofinha a minha mamacita - ele chegou-se perto de mim e curvou-se para me beijar...adorava ser pequenina ao pé dele. 
- Adoro parecer pequena ao pé de ti. 
- Até parece que não és pequena. 
- É preciso constatares esse facto? 
- Não está aqui mais ninguém...
- A minha mãe? 
- Deixou um bilhete...foi às compras. 
- Ah ok. Como é que fazemos...vens comigo para o salão enquanto não faz tempo de ires embora? 
- Sim. 
Fomos os dois para o salão. 
Já lá estavam as minha doidonas que me "atacaram" logo com abraços. Elas eram duas grandes amigas minhas já de algum tempo. Apresentei-as ao Ezequiel e enquanto não era horas de o ir deixar o aeroporto ficamos os dois no meu escritório. Enquanto organizava a lista de marcações, ia dando para estar com ele. 

Umas horas depois: 
Levei o Ezequiel ao aeroporto e voltei para o salão com almoço para mim e as meninas. 
Ficamos por ali para meter a conversa em dia. 
- Aquele não é o teu namorado? - disse a Mariana apontando para o televisor. 
Eu virei-me para ver e o Ezequiel estava a falar.
- Mete mais alto! - pedi.
A Inês pegou no comando e meteu mais alto:
"- Podemos só saber o porque de ter abandonado o estágio?" - perguntou o entrevistador. 
"- Tive de resolver uns problemas familiares.
- A sua noiva? 
- Não...ainda não...eu e a Tamara já não estamos juntos...a minha família sofreu umas alterações, mas em breve aumentará e casarei com a mulher que amo." - dito isto mudaram de cenas. 
- Ele quer casar contigo... - comentou a Inês - mas...a família vai aumentar? 
- Vamos ser pais - ainda não lhes tinha contado aquele pormenor. 
O que o Ezequiel disse em publico fez-me ter ainda mais certezas de que o amo...ele quer que sejamos uma família e que tenhamos a nossa vida...e...quer casar comigo? 

7 comentários:

  1. AH-HA! O Eze quer casar! O Eze quer casar! =D
    Quero o próximo o + rápido possível, okay?!
    Bom, bom ;)
    Besitos, Olivi <3
    From your Lorelei =D

    ResponderEliminar
  2. Ai! Adorei!!
    Casa, casa!
    lol
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Olá!!!!
    Eles sao tao mas tao fofos! Adoro-os!!!! Costuma-se dizer "dois é bom, mas tres é demais", mas acho que neste caso e o numero perfeito... Ai ai ai que vai ser tao lindo preparar a chegada do minimeu!!!
    Quero o proximooo!

    Besito
    Ana Santos

    ResponderEliminar
  4. fantastico...

    quero mais... tou super curiosa para ver o proximo...

    continua...

    ResponderEliminar
  5. Olá :D

    AMEI!!! *.*

    Espero que esse pedido de casamento do Ezequiel venha rápido!! Vão ser uma família feliz e com um bebé a caminho ainda os vai unir mais. Ai, que o Ezequiel é um papá super babado!

    Quero bem rápido o próximo, sff.

    Beijinhos
    Beatriz

    ResponderEliminar